abr 292015
 

Antes de mais nada quero frisar que sou um iniciante e que essa análise para mim é um exercício e uma forma de registrar e compartilhar minhas experiências, não quero aqui indicar a ninguém compra ou venda de ações, apenas estou avaliando possíveis métodos científicos aplicados ao mercado.

A Marcopolo é uma empresa setor de bens industriais, subsetor, material de transporte cujo o segmento de mercado é material rodoviário tem Nível 2 de governança corporativa e as ações ordinárias (POMO3) tem Tag Along de 100 %, o que garante que o comprador das ações dos controladores, faça uma oferta pública aos acionistas minoritários, por 100% do valor pago pelas ações dos controladores.

A empresa irá divulgar os resultados do  primeiro trimestre de 2015 no dia 04 de maio (http://ri.marcopolo.com.br/ptb/2634/c-2634-ptb.html). Se olharmos o histórico de cotações vemos que os valores das ações sofreram uma forte desvalorização, mas será que chegamos ao fim do poço? Vejamos alguns gráficos interessante:

Na parte superior da figura abaixo temos a evolução do preço da ação de novembro de 2014 a abril de 2015 e a parte inferior vê-se a MACD.

A MACD parece ter indicado compra em meados de março de 2015. As linha azul e a linha vermelha que aparece na parte superior indica onde se encontram, respectivamente, o maior e o menor valor da ação nos últimos 50 dias. Note que esse maior valor foi alcançado no dia de ontem. O menor valor dos últimos 50 dias foi no início de abril (R$ 1,87). Isso indica que temos um movimento de valorização ao menos nos últimos 25 dias.

StopLoss_POMO3_29_04_2015

Mas até que ponto isso realmente indica um rompimento do movimento de queda? Para saber se essa valorização faz parte de um movimento típico  ou não seria preciso avaliar o comportamento da ação nos últimos anos e verificar se existe algum padrão de 25 dias e se o mesmo ainda persiste ou não. Em outras palavras, se existe algum ciclo de subida e descida com algum período mais ou menos definido. Para isso eu uso a análise wavelet. O mapa de wavelet permite verificar se em uma série temporal existe algum sinal periódico e por quanto tempo ele durou. A cor azul indica a ausência de sinal, já a cor vermelha indica forte presença de sinal  tons intermediários (amarelo) indicam um sinal fraco ou mascarado.

Abaixo está o mapa de wavelet dos valor típico da POMO3 (média entre o valor máximo, mínimo e de fechamento), filtrado para ressaltar sinais na banda menor que 25 dias (Sinal menos a média móvel de tempo real de 25 dias).

Nesse caso vemos que existia um padrão no intervalo de cerca de 16 a 80 dias com sinal mais forte na casa de 40 a 50 dias (Harmônico de 20 e 25 dias ?). Isso que dizer que durante a queda das ações provavelmente existiram oscilações bem claras centradas em 32 dias. Contudo, o mais importante é que ao olharmos para o período final esse sinal desapareceu. Isso indica um provável rompimento do comportamento que estava ocorrendo até março. Isso pode ser um indicativo de que a tendência de queda pode ter alcançado um provável mínimo histórico.

Wavelet_POMO3_29_04_2015

 

Um outro gráfico interessante é o da Banda de Bollinger. Note que o valor das ações estavam oscilando praticamente abaixo da média móvel, sempre tocando a banda inferior, mas sem forças para superar a média móvel e seguir em direção a banda superior.  A periodicidade desapareceu justamente quando os valores começaram a se mover mais na horizontal e a banda de Bollinger ficou mais estreita. Já no mês de abril vemos os valores se moverem na linha superior da banda de Bollinger e mesma começa  a ficar mais larga. Isso também é um indicador da finalização de queda de preços.

Bollinger_POMO3_29_04_2015

Mas se olharmos as médias moveis de 20 e 200 dias não podemos confirmar ainda a força do movimento de alta. Estaríamos ainda bem no início de uma possível recuperação dos valores das ações.

MME_POMO3_29_04_2015

 

 

Como eu disse no início da postagem, a empresa irá divulgar os resultados do  primeiro trimestre de 2015 no dia 04 de maio. Assim, esse movimento de subida pode ser explicado por um movimento especulativo com base na divulgação dos resultados do período. Aparentemente o mercado está otimista com relação a esses resultados. Se após a divulgação o mercado ficar satisfeito, com indicação de bons pagamentos de dividendos e possível recuperação do mercado interno, teremos realmente a manutenção do movimento de valorização, do contrário possível nova queda. Aqui vale ressaltar que o Preço por Lucro da POMO 3 está em 9,20, o que indica um retorno do valor investido somente daqui a 9 anos se a empresa mantiver o patamar de 2014.  Os lucros da empresa tem crescido de forma consistente, porém o endividamento também, o que pode não ser um bom indicador.

Para quem achar que é um bom momento de comprar essas ações minha recomendação é manter o Stop Loss bem próximo, no valor de R$ 2,10.

Abaixo estão alguns dados fundamentalistas obtidos do http://www.bastter.com/mercado/acao/POMO.aspx:

POMO3 POMO4
LPA (ver histórico) 0,25
VPA 1,86
P/L 9,20 11,25
P/VPA 1,23 1,50
DPA 0,07 0,07
Dividend Yield 3,04% 2,49%
Payout 28,02% 28,02%
Margem Segurança 24% 2%

Ano Patrimônio Receita Líquida Lucro Margem ROE Caixa CX Liq Dívida Dív/PL Dív/LL
2001 212 1.056 40 3,79% 18,87% 122 -247 369 1,74 6,18
2002 340 1.481 53 3,58% 15,59% 391 -61 452 1,33 1,15
2003 381 1.288 81 6,29% 21,26% 383 -30 413 1,08 0,37
2004 427 1.605 85 5,30% 19,91% 261 -126 387 0,91 1,48
2005 464 1.709 82 4,80% 17,67% 402 -51 453 0,98 0,62
2006 535 1.750 120 6,86% 22,43% 440 -65 505 0,94 0,54
2007 590 2.101 146 6,95% 24,75% 495 -395 890 1,51 2,71
2008 685 2.522 122 4,84% 17,81% 416 -763 1.179 1,72 6,25
2009 738 2.023 124 6,13% 16,80% 498 -755 1.253 1,70 6,09
2010 963 2.964 295 9,95% 30,63% 672 -690 1.362 1,41 2,34
2011 1.171 3.368 344 10,21% 29,38% 904 -582 1.486 1,27 1,69
2012 1.312 3.370 302 8,96% 23,02% 529 -812 1.341 1,02 2,69
2013 1.534 3.659 292 7,98% 19,04% 769 -1.067 1.836 1,20 3,65
2014 1.671 3.400 224 6,59% 13,41% 885 -1.228 2.113 1,26 5,48

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)

%d blogueiros gostam disto: